Em linhas gerais, uma Declaração de Importação se torna uma única Nota Fiscal de Entrada. Entretanto, em algumas situações, pode ser preciso gerar mais de uma Nota Fiscal através da mesma Declaração de Importação. Geralmente isso ocorre nos seguintes casos:

- Mais de um exportador na declaração de importação

- A mercadoria viajará em mais de um caminhão

- O XML da nota de entrada ultrapassou o tamanho limite pela receita;

Em ambos os casos, os passos são:

1) Importar o XML da Declaração de Importação e gerar a Nota Fiscal de Entrada

Primeiramente importe o arquivo XML da Declaração de Importação como se fosse necessário gerar somente uma única nota fiscal, ou seja, os valores de produtos, impostos, e outros totalizadores deverão corresponder a soma de todas as notas fiscais. Após esse processo, gere a nota fiscal normalmente, mas não realize a transmissão.

Para saber mais, acesse: Como emitir uma nota de entrada através de uma DI ?

2) Reabrir a Nota Fiscal e fazer a separação dos itens

Em seguida, no menu Operações>Notas emitidas. Vai na sua nota e clica em seta ao lado de Transmitir>Reabrir, em seguida, seta ao lado de Finalizar>Produtos. O sistema irá listar todos os produtos da Nota Fiscal.

Agora você deve selecionar os produtos que deseja separar para uma nova NF-e. Geralmente deseja-se separar produtos de uma ou mais adições em outra NF-e. Se for esse o caso, utilize o filtro de adições para buscar apenas os produtos das adições desejadas. Após selecionar os produtos, utilize a opção Extrair para Nova NF-e.

O sistema irá gerar uma nova nota fiscal, com numeração sequencial, somente com os produtos selecionados. A nota fiscal original permanecerá SOMENTE com os produtos que não foram selecionados.

3) Alterar as informações necessárias em cada NF-e

Estamos quase lá. Agora utilize a opção Alterar do menu de contexto das notas fiscais para alterar as opções desejadas. Atenção especial em campos como Remetente / Destinatário, Quantidade de Volumes, Peso Bruto, Peso Líquido e Informações Complementares. O sistema COPIA os valores desses campos para a nota fiscal criada, então na maioria das vezes é preciso editar esses campos para os valores corretos.

Feito isso, basta finalizar as notas fiscais, conferir as prévias dos DANFEs e emitir as Notas Fiscais.

Encontrou sua resposta?